Integração

  • O Engeman® é totalmente flexível e permite a integração com sistemas de qualquer arquitetura ou fabricante. Não existe um modelo padrão de integração. Cada integração exige um projeto específico.
      • Funcionalidades
      • Principais Telas
      • Benefícios
      • Versões
      • Módulos
      • Relatórios
      • Integração
        • A integração é um arquivo de instruções de transferência de dados entre os sistemas aplicativos (Engeman® e o sistema terceiro). Estas instruções podem ser comandadas pelo usuário, ou automatizadas por eventos ou temporização. A integração não é feita com o software aplicativo do cliente, mas sim com o banco de dados utilizado.
          • Quando o cliente utiliza banco de dados relacional, como Oracle, SQL-Server, Interbase, Informix, Progress, DB2, etc, a integração pode ser realizada com transações on-line e automáticas.
          • Quando o cliente utiliza banco de dados privativo aos aplicativos, a integração pode ser realizada através de arquivos intermediários.

          Integração com Suprimentos

          • Carga de tabelas de materiais, fornecedores e tabelas de apoio.
          • Atualização de saldo e valores de materiais.
          • Integração de materiais requisitados no almoxarifado com a Ordem de Serviço.
          • Geração de solicitação de materiais.
          • Integração com Ordem de Compra.

          Integração com Recursos Humanos

          • Carga de tabelas de funcionários, setores executantes e tabelas de apoio.
          • Atualização de cadastro.
          • Integração com a movimentação dos funcionários (férias, horas extra, falta, etc).
          • Geração de informações sobre custo e distribuição do trabalho.

          Integração com PCP (Planejamento e Controle de Produção)

          • Carga de tabelas de produtos e capacidade produtiva.
          • Atualização de cadastro.
          • Integração com programação de produção.

          Integração com Chão-de-Fábrica

          • Integração com medidores de produção.
          • Integração com coletores de dados.
          • Integração com sistemas supervisórios e CLP.

          Outras Integrações

          • Qualquer integração, não mencionada acima, poderá ser implementada. Os formatos de integração podem ser realizados via triggers, arquivos (TXT, DBF, XLS), aplicações proprietárias ou Webservice.